Fale conosco

O que são certificados de energia renovável? E como usá-los a meu favor?

21 de setembro de 2021

Categorias:

Sustentabilidade no meio corporativo pode ser definido como o equilíbrio entre fatores ambientais, sociais e econômicos.

Empresas que se preocupam com a sustentabilidade e tem o objetivo de reduzir as emissões de CO2 geradas pela produção de energia elétrica – uma das principais fontes de gases do efeito estufa que contribuem para o aquecimento global – investem cada vez mais em fontes de energia limpa.

Quando falamos de energia limpa ou renovável, nos referimos àquela gerada sem a emissão de poluentes e com o mínimo de prejuízo causado à natureza. Aqui, a energia solar, a energia eólica e a energia hidráulica são alguns exemplos que consolidam a matriz energética nesse viés.

Algumas empresas investem em uma usina própria para gerar energia renovável, enquanto outras seguem com compras de energia no mercado livre, por meio de políticas sustentáveis. Normalmente, essas empresas utilizam o Grid (Rede) do Sistema Interligado Nacional (SIN) para a sua transmissão.

Por isso, mesmo que a empresa produza ou compre energia limpa, essa ação não pode ser utilizada como comprovação na redução de 100% das suas emissões de carbono. Isso acontece porque o SIN une todas as fontes de energia (limpas ou não) e não é possível rastrear qual é a energia consumida por determinado cliente.

Para auxiliar nesse processo, foi criado o “Certificado Internacional de Energia Renovável”, ou “I-REC”, que serve para comprovar que a energia elétrica consumida é derivada de uma fonte de energia renovável.

 

O programa de certificação de energia renovável

O Programa de Certificação de Energia Renovável é uma iniciativa conjunta da Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa (Abragel) e da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) que visa fomentar o mercado de energia gerada a partir de fontes renováveis e com alto desempenho em termos de sustentabilidade.

O programa conta com duas certificações interrelacionadas, que trazem benefícios aos geradores de energia e aos consumidores, marcando o compromisso do consumidor em diminuir o impacto ambiental e propiciado por fontes não renováveis de energia.

A liberação dos certificados acontece quando a usina comprovar que gerou a 1 MWh de energia em um determinado período (normalmente um mês). Após a auditoria do Instituto Totum, que é feita inicialmente para o gerador aderir ao programa, a usina passa a poder emitir um REC para cada 1MWh injetado na rede.

 

Fonte: 2W Energia

Mas, como nem todas as empresas têm condições de investir em uma usina para gerar sua própria energia renovável, a alternativa é receber a energia da forma tradicional e adquirir o volume de energia equivalente ao consumo com os Certificados de Energia Renovável, os chamados RECs.

Ao comprar RECs as empresas são abastecidas com a energia da rede local, que podem ser de fontes renováveis (hídrica, eólica, solar) e não renováveis (térmicas a óleo, gás ou nucleares). Em troca, elas investem na geração da mesma quantidade consumida em energia limpa, ou seja, assumem a parte limpa que é colocada no sistema.

O mercado brasileiro de I-RECs vem crescendo. Em 2019, foram aproximadamente 2,5 milhões de transações I-REC. Já em 2020, 4 milhões. De acordo com o Instituto Totum, emissor dos certificados no Brasil, a estimativa é chegar ao final deste ano com 8 milhões de I-RECs. “Com os certificados, as empresas podem garantir 100% de energia renovável para seu uso sem ter de investir, elas próprias, em geração”, conta Fernando Giachini Lopes, diretor do Instituto Totum.

Entenda a Certificação I-REC: https://www.youtube.com/watch?v=pwSPUlJMGP8&t=16s

Atualmente, o Programa de Certificação de Energia Renovável ocupa o 2º lugar na emissão de  I-RECs no mundo, ficando atrás apenas da China, de acordo com o REC Market Meeting, evento global que reuniu especialistas em mercados de energia renovável

Já os comercializadores que transacionam I-RECS são habilitados pelo I-REC Standard, que também é responsável pela plataforma onde os certificados são registrados e transferidos para os consumidores.

Aqui na 2W Energia, por exemplo, as soluções oferecidas possibilitam o acesso à energia elétrica de fonte renovável. Todo cliente que negocia energia com a companhia recebe o Selo Verde 2W, garantindo a proveniência da energia limpa.

A 2W também é autorizada a transacionar I-RECs, atendendo clientes de todos os tamanhos.

Leia também: 2W negocia 91 mil certificados I-REC com a Brasil Terminais Portuários

Hoje, as companhias podem contar ainda com o Selo Verde, que destaca a execução de suas atividades com o menor impacto ambiental possível. A adesão ao selo é de forma totalmente voluntária, não sendo uma obrigação, mas que vai de encontro com o sistema de trabalho da empresa alinhado ao desenvolvimento sustentável.

Quer saber mais sobre Energia Limpa e os certificados de energia renovável? Preencha o formulário abaixo e faça parte do mercado livre de energia:



2W Energia