Fale conosco

Geração solar e Mercado Livre de energia: similaridades e diferenças

28 de setembro de 2020

A instalação e geração de energia solar traz inúmeros benefícios, mas é diferente de operar do Mercado Livre

Você já ouviu falar em energia solar fotovoltaica?

Energia solar fotovoltaica é a conversão direta da luz do sol em eletricidade – e uma solução definitiva para quem deseja pagar menos na conta de luz. E se engana quem acredita que apenas grandes estabelecimentos podem investir em energia solar. No Brasil, já são milhares de residências que utilizam a tecnologia solar fotovoltaica para escapar de preços altos e da inflação na conta de energia elétrica todos os meses, além de gerar energia limpa e com baixo impacto no meio ambiente. Por meio de instalação das placas solares e demais equipamentos, se formam os chamados sistemas fotovoltaicos e, assim, os consumidores conseguem gerar sua própria energia com a luz do sol e, durante a noite, trocá-la pela energia da rede.

Isso porque, durante o dia, os painéis solares captam a luz do sol e geram a energia que é transportada até o inversor solar, responsável por converter e adaptar a energia elétrica gerada para as características da nossa rede elétrica.

Nessa modalidade, o próprio usuário final (seja pessoa física ou empresa) é, também, o produtor de sua eletricidade. Com a popularização e barateamento dos sistemas de energia solar fotovoltaica, o consumidor entra no âmbito da geração distribuída (conhecida como GD), que também tem as grandes vantagens de redução de custos com a energia e de sustentabilidade.

Com o advento de novas fontes de energia e a busca por opções mais econômicas e sustentáveis, a GD vem se tornando cada vez mais popular no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, estima-se que o avanço da GD poderá atingir 4 GW de capacidade instalada no final de 2020.

Instalação de painéis solares concluída, isso significa que já estou no Mercado Livre?

Como já abordamos aqui no Blog, o Mercado Livre de energia pode ser definido como um ambiente para comércio de energia elétrica de forma autônoma em relação às grandes concessionárias. É a outro opção ao Mercado Cativo (ou Regulado), no qual se encontram a grande maioria dos consumidores residenciais.

Para migrar ao Mercado Livre, é necessário atingir um consumo mínimo mensal de energia, que atualmente é de 0,5 MW. A GD surge, então, como uma opção para consumidores que ainda não atingem o mínimo necessário para a migração ao Mercado Livre. Ainda assim, ao gerar e comercializar o excedente de energia por meio da GD, o consumidor usufruir de benefícios como redução de custos e geração por fontes renováveis.

O que é mais vantajoso: produzir minha própria energia ou migrar para o Mercado Livre?

As duas opções têm suas vantagens, mas também seus critérios. Para escolher a opção mais adequada, o consumidor deve levar em consideração seu consumo mensal (em MW) de energia, seus gastos com a conta de luz, a incidência de raios solares e de ventos em sua região, a estrutura de GD disponível em sua cidade e, principalmente, seus objetivos.

A boa notícia é que os consumidores não precisam analisar todas essas questões sem suporte! Ter um parceiro com a expertise necessária para atuar no mercado de energia é fundamental para fazer boas escolhas. Quer saber se sua empresa está apta a migrar para o Mercado Livre? Na 2W, uma equipe de especialistas está preparada para te auxiliar com todas as dúvidas. Entre em contato com a gente por aqui!

Nos siga nas redes sociais: Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter e Youtube

2W Energia