Fale conosco

5 passos para migrar para o mercado livre de energia elétrica

15 de junho de 2021

Que o mercado livre de energia elétrica é uma tendência global logo será uma realidade para todos os consumidores no Brasil, a gente não tem dúvidas.

Segundo dados da Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia), o Brasil ocupa, hoje, a 55ª posição no Ranking Mundial de Internacional de Liberdade de Energia Elétrica. Ficando atrás de países vizinhos como Argentina e Uruguai.

Mas, enquanto essa mudança não acontece, empresas como a 2W Energia se preparam para receber toda a demanda de consumo do país para que a migração para esse modelo seja cada vez mais digital e simples para o consumidor livre.

Quem pode migrar para o mercado livre de energia elétrica? 

 Hoje, o consumidor que pode migrar para o mercado livre de energia precisa ter, no mínimo, 500 kW de demanda contratada e estar conectado a uma rede de média ou alta tensão.   

Parece que estamos falando grego, né?  

Mas a gente pode explicar melhor! Quando falamos de um consumidor com essas características, estamos falando de uma conta média de R$ 40 mil por mês. Mas para entender mais assertivamente se o seu perfil se encaixa nessa modalidade, a nossa equipe pode fazer uma análise de viabilidade gratuita para entender a sua realidade e quais seriam as suas vantagens e descontos nesse modelo.  

Como é a migração? 

O processo de migração para o mercado livre de energia elétrica é um pouco complexo. Exige diversos pontos burocráticos e pode levar até seis meses para a mudança ser concluída. 

É, por isso, que muitos consumidores optam por contratar um comercializador ou gestor de energia, empresas que representam os consumidores nesse processo e são responsáveis por todos os detalhes para que a migração seja um sucesso.

Separamos aqui 5 passos essenciaispara migrar par o mercado livre de energia:  

1. Saiba se sua empresa é elegível para migrar para o mercado livre 

Pelas regras atuais do setor, é necessário ter demanda contratada maior do que 500 kW para ser um consumidor do mercado livre de energia elétrica. 

2. Conheça os benefícios da migração 

 Ao migrar para o mercado livre de energia, o consumidor tem três grandes ganhos. O primeiro é a redução de até 30% no custo com energia. Outro ganho é a previsibilidade do orçamento. Nesse mercado, o consumidor assina um contrato que determina qual será o preço pago pela energia, o prazo e o índice de reajuste. E o terceiro benefício é a oportunidade de escolher qual tipo de energia comprar, incluindo as fontes renováveis incentivadas pelo governo. Desta forma, o consumidor colabora para reduzir os impactos ambientais causados por fontes poluentes.

3. Avise a distribuidora a respeito da sua intenção de migrar para o mercado livre de energia 

Esse processo é conhecido no mercado como “denúncia”.  A distribuidora de energia da sua região receberá a carta solicitando o encerramento do seu contrato atual para que possa ser feita a migração para o mercado livre de energia elétrica. Ela terá seis meses para concluir os processos burocráticos e finalizar o vínculo contratual. 

4. Inicie o processo de adesão à CCEE 

Uma vez definido o mês de migração para o mercado livre de energia, é imediatamente iniciado o processo de adesão à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Todos os agentes do mercado livre de energia elétrica devem estar cadastrados na CCEE. É recomendável que o agente tenha uma representação profissional, que auxiliará no entendimento e na condução de processos burocráticos da Câmara. 

5. Providencie as adequações físicas 

Com a parte burocrática em ordem, é necessário providenciar as adequações físicas no local do consumo de energia. A 2W Energia se responsabiliza por toda a Adequação do Sistema de Medição de Faturamento (SMF), que vai registrar o consumo da sua empresa. Outra medida que faz toda diferença é a instalação de Aparelho de Telemetria para acompanhamento do seu consumo de energia em tempo real pela nossa plataforma. 

Como a 2W Energia pode te ajudar? 

Aqui na 2W Energia, o nosso modelo de negócio se traduz em facilitar esse processo todo para o cliente. Nossa equipe faz a migração dos clientes, faz toda a adequação física necessária e o cliente pode acompanhar tudo pela plataforma do Energia Livre.  

Para o novo momento do mercado, o papel da comercializadora varejista será essencial. Leia também Entenda o que é o Comercializador Varejista, em artigo desenvolvido pela Joi Energês e publicado em nosso blog. 

E lembre-se sempre: conte com a nossa equipe quando precisar.

2W Energia