Fale conosco

2W Weekly | 07 de Junho

7 de junho de 2021

Preço de Liquidação das Diferenças (PLD)

Na primeira semana operativa de junho de 2021 (29/05/2021 a 04/06/2021), a média semanal do PLD fechou em R$ 252,82/MWh, R$ 252,82/MWh, R$ 250,52/MWh, R$ 250,77/MWh, para os submercados Sudeste, Sul, Nordeste e Norte respectivamente.

A variação em relação ao preço médio da função de custo futuro do modelo do DECOMP foi de R$ 10,75/MWh, R$ 10,75/MWh, R$ 10,91/MWh, R$ 11,15/MWh, para os submercados Sudeste, Sul, Nordeste e Norte respectivamente.

Para a segunda semana operativa de junho de 2021 (05/05/2021 a 11/06/2021), a função de custo futuro do modelo DECOMP indica um preço de R$ 270,45/MWh, R$ 270,45/MWh, R$ 260,84/MWh, R$ 260,84/MWh, para os submercados Sudeste, Sul, Nordeste e Norte respectivamente.

A expectativa atual do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) de Energia Natural Afluente (ENA) para o mês de junho é de 62% da MTL no subsistema Sudeste, 48% da MTL no subsistema Sul, 39% da MTL no subsistema Nordeste e 74% da MTL no subsistema Norte.

A estimativa realizada hoje pela 2W Energia para o mês de junho, com modelos hidrológicos do tipo Chuva X Vazão, apresenta para o subsistema Sudeste um intervalo de 62% a 69% da MLT, centrado em 65%. O subsistema Sul fica entre 55% e 108% da MLT, centrado em 78%.

A Energia Armazenada inicial em 04/06/2021 é de 31,8%/ 57,6%/ 62,7%/ 84,6% nos subsistemas Sudeste, Sul, Nordeste e Norte, respectivamente.

Cenário atual e diferenças em relação à semana passada:

Precipitação realizada

No fim de semana, havia expectativa de precipitação sobre as bacias do Jacuí, Uruguai, Iguaçu, e parte sul da incremental de Itaipu.

A realização apresentou uma diferença de locacional: chuva sobre uma parcela maior da incremental de Itaipu e na bacia do Paranapanema, onde não havia previsão de precipitação.
Em contrapartida, as bacias do Uruguai e Iguaçu apresentaram volumes bem abaixo do previsto.

Precipitação para os próximos 15 dias

A previsão de hoje para os próximos 15 dias simula uma continuidade do sistema atual nos próximos 2 dias, com precipitação entre as bacias do Sul e Sudeste.
A partir do dia 11/06, um novo evento é previsto com precipitação mais alocada sobre o Sudeste.
No final do horizonte, os modelos ainda flutuam bastante, mas indicam uma possibilidade de um novo sistema no dia 17/06.

Interpretações do mercado

Semana marcada pela baixa liquidez, ocasionada por estarmos no mercado de curto prazo somado ao feriado de Corpus Christi. Apesar de BBCE aberta, sexta feira foi um dia de poucos negócios, com vários players inativos devido ao feriadão.

Ainda assim, os preços continuaram subindo com agressividade no longo prazo. A reunião da CPAMP (Comissão Permanente para Análise de Metodologias e programas Computacionais do Setor Elétrico) foi pivotal para a manutenção dessa subida.

A sugestão do supracitado comitê implica em mudanças nos parâmetros dos modelos computacionais que definem o preço e PLD. As alterações, se aceitas, implicam em uma visão mais “pessimista” do sistema pelo modelo, fazendo com que premissas climáticas similares despachem usinas termoelétricas mais caras.

Na segunda feira os preços são: Jun/21 @325; Jul/21 @528; Ago/540 @; Set/21 @527; Out/21@485; Nov/21 @450; Dez/21 @358; ano 2022 @310 a ano 2023 @217. Vale frisar que os produtos no 2021 subiram pouco quando comparados aos produtos de longo, que costumam ter volatilidade relativa menor.

No âmbito regulatório, se solidifica o cenário onde a ONS vai suceder em reduzir as vazões defluentes mínimas de Jupia e P.Primavera. Caso ocorra, teremos uma mudança significativa na expectativa de armazenamento para o sudeste, chegando muito mais seguros no fim do ano. A contrapartida será a geração termoelétrica e utilização dos reservatórios do submercado nordeste.

Por fim, tivemos um deplecionamento razoável dos níveis de sobradinho no fim de semana, e os agentes hoje estão acreditando mais em um travamento nas defluências do rio são Francisco, o que joga preço para cima no produto julho/21.

Vale lembrar que em outras ocasiões a ONS reduziu as vazões defluentes de sobradinho pouco antes do fechamento de mês, a fim de ter liberdade sobre a utilização desses recursos para o mês de julho.

Artur Teixeira e Clarissa Freitas